Em crise pessoal: quando é que a gente vira gente grande?

Padrão

Sempre quando alguém vinha me falar dessas tais crises de 20, 30 anos, ou até crise de meia idade, eu sempre achava tudo isso uma grande besteira. Até parece, só porque cheguei a uma determinada idade eu vou passar por uma crise? Até que eu percebi que, sim, existem mesmo essas crises. Inclusive, estou passando por uma nesse exato momento.

De vez em quando vem aquela sensação de que eu já deveria ter feito algo de importante na minha vida, que deveria ter realizado mais conquistas (não somente materiais)… Que já deveria estar preparada para enfrentar a vida sozinha, por conta própria. Fico imaginando: quando é que a gente se sente um adulto? Sim, porque quando eu era criança, imaginava que aos 25 anos já estaria com minha vida profissional e, quem sabe, pessoal resolvida! Até parece…

Como eu achava que seria quando tivesse 25 anos

Como eu achava que eu seria quando tivesse 25 anos

E como eu realmente sou aos 25 anos

E como eu realmente sou aos 25 anos

A verdade é que ainda moro com meus pais (e não me queixo disso não, apenas sinto que eles já fizeram tanto por mim que eu tenho a obrigação de ter minha independência financeira imediatamente!). Quando abri minha empresa achei que passaria a me sentir um pouco mais adulta e compreenderia melhor como é se virar sozinha, mas a verdade é que até hoje me atrapalho bastante com tudo nessa vida…

Um dia desses perguntei para a minha mãe quando é que ela finalmente se sentiu uma adulta. Eu imaginei que ela fosse responder que se viu como gente grande quando virou mãe, mas, para a minha surpresa, ela me disse que até hoje não se sente muito adulta. Aí eu fiquei um pouco desnorteada…Como assim, minha mãe não se sente adulta, gente?  Se nem ela se sente assim, quem dirá eu?

A resposta da minha mãe quando perguntei a ela quando é que uma pessoa vira gente grande

Minha reação quando minha mãe me disse que nem ela mesma se sente como uma adulta

Quando é que a gente vira gente grande?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *